Camisinha MasculinaÀ medida que os índices de gravidez na adolescência aumentam, é importante salientar para o uso importantíssimo dos métodos contraceptivos para evitar complicações. Seja por desconhecimento, esquecimento, inconsequência, medo de decepcionar o parceiro ou aliviar constrangimentos possíveis de uma família moralista, os jovens estão abandonando cada vez mais o propósito de se proteger ou de não conceber um filho não planejado.

Conheça os principais métodos, suas vantagens, desvantagens e os mais adequados para cada situação.

Camisinha Masculina

Método mais adotado no mundo, fabricado com látex (material de elasticidade), é colocado no pênis ereto do homem e retém a ejaculação. Importante deixar uma parte na ponta vazia, sem ar, para que o esperma fique ali. Deve ser retirado imediatamente após a ejaculação, sendo segurado pelas bordas para impedir o escape de espermatozoides, e precisa ser descartado após o uso. Pode ser adquirida gratuitamente nos postos de saúde e compradas em supermercados e farmácias. Sempre observar se o produto contém o selo de certificação do INMETRO e se está dentro do prazo de validade.

  • Eficácia: 96%
  • Vantagens: preço bastante acessível, não necessita de receita médica e é indicado na prevenção das Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) e de doenças do colo uterino. Não faz mal à saúde.
  • Desvantagens: Quando mal colocado ou no rompimento durante a relação, perde a eficácia.
  • Custo de uma camisinha a cada relação.
  • Efeito colateral: Pode provocar alguma irritação ou alergia. Nestes casos, troque a marca do preservativo e use juntamente com lubrificantes à base de água.

Camisinha Feminina

Fabricada com látex, essa camisinha e possui dois anéis nas extremidades. Retirada da embalagem somente na hora do uso, flexiona-se um dos anéis que é introduzido na vagina. O anel é empurrado pelos dedos indicador e médio e deixa-se um pouco do preservativo para o lado de fora, mantendo-o dessa forma até o final da relação. O anel fica preso à vulva e impede o contato desta com o esperma. Precisa ser retirado logo após a ejaculação, rosqueando o anel para que o líquido seminal não escorra para dentro da vagina.

  • Eficácia: 97%
  • Vantagens: preço bastante acessível, não precisa de receita médica e é indicado na prevenção das DST (Doenças Sexualmente Transmissíveis) e de doenças do colo uterino. Não faz mal à saúde.
  • Desvantagens: Quando mal colocada ou no rompimento durante a relação, perde a eficácia.
  • Custo de uma camisinha a cada relação.
  • Efeito colateral: Pode provocar alguma irritação ou alergia. Nestes casos, troque a marca do preservativo e o utilize com lubrificantes à base de água.

Diafragma

Anel flexível em formato de cúpula, coberto por uma membrana de borracha fina (látex ou silicone) que é introduzido na vagina momentos antes da relação sexual. Cobre o colo do útero e funciona como uma barreira, impedindo a entrada de esperma. O tamanho é indicado pelo médico e deve ser utilizada com uma pomada ou gel espermicida para o aumento da eficácia. Deve ser introduzido de 15 a 30 minutos antes do ato e ser retirado 6 a 8 horas após a última penetração.

  • Eficácia: 82% a 97%
  • Vantagens: Não interfere no ciclo menstrual, auxilia no conhecimento do próprio corpo, relativamente fácil de usar, não diminui prazer sexual e protege contra doenças do cervix. Quando bem cuidado, substitui-se apenas em casos de mudança de peso ou a cada 4 anos.
  • Desvantagens: Preço, mulheres que tiverem bebês recentemente, virgens e quem tem alergia à borracha ou espermicida. Má colocação, medida inadequada, falta do espermicida ou em quantidade insuficiente acarretam em uma provável falha desse método contraceptivo.
  • Efeito colateral: Pode provocar irritação vaginal, reação alérgica, dor na relação ou infecção urinária.

Espermicida

Impede a entrada dos espermatozoides no útero, matando ou imobilizando-os. Feito em gel, creme ou espuma, é aplicado na vagina antes da relação sexual. Permanece ativo até 30 minutos após sua colocação. Depois de colocado, a mulher não deve se levantar para não escorrer. É adquirido nas farmácias sem necessidade de receita médica. Não oferece o mesmo grau de proteção que a camisinha. Utiliza-se com a camisinha ou diafragma.

  • Eficácia: 58 a 90%. Aumenta-se aliando à camisinha ou ao diafragma.
  • Vantagens: Uso simplificado, protege contra algumas doenças ginecológicas como infecções.
  • Desvantagens: Deve ser colocado antes de cada relação. Exige disciplina e algumas marcas só possuem eficácia com outros preservativos. Mulheres que não querem ou não podem engravidar em hipótese alguma, desaconselha-se o uso. Não protege contra DST.
  • Efeito colateral: Pode causar irritação.

Pílula Anticoncepcional

Pílula AnticoncepcionalHormônios que evitam a liberação do óvulo. Sob prescrição médica, o primeiro comprimido é tomado no primeiro dia da menstruação. Depois, ingere-se um a cada dia, no mesmo horário do primeiro, até terminar a cartela. Aguarda-se uma semana e inicia-se a próxima cartela no oitavo dia. A menstruação sempre vem nesse intervalo. De fácil acesso e grande eficácia, a pílula anticoncepcional é um outro método bastante adotado.

  • Eficácia: 97 a 99,9%
  • Vantagens: Proteção contra alguns tipos de câncer ou doenças ginecológicas, não interfere na relação sexual e pode reduzir problemas menstruais ou hormonais como acne.
  • Desvantagens: A disciplina extremamente importante para quem vai usar esse método. Caso ocorra uma falha no processo, o efeito é reduzido.
  • Efeito colateral: Aumento ou redução do peso, dores de cabeça, náuseas, tonturas, mal estar gástrico, dor mamária, sangramento entre menstruações e alteração emocional.

Esses são os métodos mais indicados para os adolescentes. Mas, existem outros métodos contraceptivos que podem ajudar a evitar uma gravidez não planejada. A falta de cuidado e desconhecimento de doenças como: AIDS, Sífilis, HPV, Candidíase e Gonorreia, faz com que várias pessoas as contraiam e não estejam cientes disso. O uso do preservativo é indispensável não só na contracepção, mas também na prevenção desses males.