Gravidez na Adolescência


Gravidez na Adolescência
 
Engravidar na adolescência é, por vez, uma atitude não planejada, passível de conflitos externos (sociedade: escola, família) e internos (psicológicos: depressão, medo, insegurança). Os índices dessa situação aumentam constantemente, considerando pesquisas em variados países.

A menina que se encontra nessa fase da vida, marcada por mudanças físicas e mentais, não está suficientemente preparada para a gestação. Se ela não está disposta a encarar tal situação, muito menos estará o futuro pai, pois este também é responsável pela concepção e nascimento da criança.

A gravidez na adolescência pode ocorrer de diversas formas:
  • atividade sexual precoce e inconsequente;
  • violência sexual; 
  • dificuldade no diálogo familiar, entre outros.

Adolescente GrávidaPara evitar esse possível transtorno, é necessário existir confiança mútua no ambiente familiar, informações mais detalhadas sobre métodos contraceptivos, redução da ideologia impregnada da desvalorização do conceito sexual exposta às crianças, desmistificação de algumas ideias repassadas entre amigos e, acima de tudo, respeito e limite ao seu próprio tempo quanto ao início da atividade sexual.

As etapas de qualquer gravidez, seja ela planejada ou não, exigem cuidados importantíssimos à saúde da mãe e bebê. Os riscos são bem mais incidentes em gestantes adolescentes, por isso, necessitam de uma assistência médica o mais rápido possível.

Pré-natal, acompanhamento terapêutico, apoio familiar e bem estar pessoal são extremamente fundamentais nesse momento tão delicado na vida de uma jovem.
 
O que é Adolescência?
 
AdolescênciaUma fase confusa, caracterizada por incertezas, modificações corporais e psicológicas intensas e maior exposição de ideias contrárias àquelas impostas pela sociedade, ou até mesmo pelos pais.

A busca pela liberdade e independência do autoritarismo familiar, rebeldia, conflitos na própria aceitação e no círculo de amigos, descobertas, criação de uma identidade ao se unir e se inserir à um grupo social, tudo isso contribui para o amadurecimento do ser humano.

A adolescência compreende as seguintes faixas etárias: 15 a 24 de acordo com a ONU (Organização das Nações Unidas), 10 a 20 para a OMS (Organização Mundial da Saúde) e 11 aos 18 para o
ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente).

A transição da infância para a fase adulta é desencadeada por meio de algumas transformações, inclusive as fisiológicas. O desenvolvimento desenfreado de hormônios, característico dessa etapa da vida, marca o início da puberdade.

A puberdade implica em alterações tanto no corpo feminino, quanto no masculino.

Nos garotos, ocorre o crescimento de pelos pubianos e nas axilas. Aumento do pênis e testículos, alterações e engrossamento de voz e a primeira ejaculação. Nas meninas, o surgimento da menarca (1ª menstruação), desenvolvimento das glândulas mamárias, crescimento de pelos pubianos e nas axilas e aumento dos quadris.

Nos dois organismos, acontecem as primeiras etapas para o começo da fase de reprodução humana. Logo, inicia-se o amadurecimento do comportamento pessoal,  a atratividade pelo sexo oposto, e o contato com a sexualidade.

Namoro na AdolescênciaEntretanto, nesse momento de crescentes dúvidas aliadas à fonte de informações duvidosas como mídia e amigos e à falta de cumplicidade e confiança entre pais e filhos, somam fatores que influenciam na entrada de conceitos deturpados relacionados ao sexo.
 
 
 
Gravidez na Adolescência -->> Causas da Gravidez Precoce